segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Risotto de Gorgonzola e Peras caramelizadas...

Maravilhoso!
Risotto de Gorgonzola e Peras caramelizadas

Corte em cubos 2 peras (tanto faz retirar a casca ou não).
Regue com mel e leve ao forno por 20 minutos.

O Risotto:

Leve à panela 1/2 colher (sopa) de manteiga e adicione 1/2 cebola
em brunoise (bem picadinha). Refogue até ficar transparente.
Coloque 1 xícara de arroz arbóreo (sem lavar, por favor,
pois em risotto não se lava os grãos!) e continue mexendo por 3 minutos.
Acrescente então 1 cálice de vinho branco, mas eu usei cachaça!
Sim, é isso mesmo, cachaça! 
Espere o líquido evaporar e acrescente aos poucos (use a concha) 
caldo de carne fervente (pode ser de galinha, legumes, mas preferencialmente 
feito por você, e não aqueles caldos em cubinhos).
Faça isso mais ou menos por 15 minutos,
sempre por ali, mexendo e acrescentando o caldo aos pouco!

Coloque 90 g de Gorgonzola  em cubos de 1 cm.
Essa é a hora de corrigir o sal e se quiser, põe pimenta
do reino moída na hora.
O ponto do arroz é al dente, portanto a essa altura
ele já deve estar pronto, mas o gosto é seu!
Antes de desligar misture 2 colheres (sopa) de queijo 
parmesão ralado.
Desligue e coloque 1/2 colher (sopa) de manteiga gelada,
para seu risotto ficar brilhante.

Eu ainda dei uma leve tostada nas peras na frigideira,
do jeito que elas saíram do forno!


O Risotto tem que ficar bem cremoso,
e tenha certeza que ficará divino com esta mistura!


sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Papardelle ao Molho Bisque de Camarões!

Bisque é um caldo francês delicioso, tipo uma sopa,
mas que pode ser usado como molho.
É feito com as cabeças e carcaças dos crustáceos
como lagosta, cavaquinha ou camarão.
Você pode servi-lo somente como sopa e sem a carne dos
crustáceos, Uma entrada para seu almoço ou jantar. 
Mas se quiser que fique ainda mais delicioso...

Dá um pouco de trabalho, mas que super hiper vale a pena!
Bora pra receita?


Primeiro você vai precisar fazer a base.
Para isso asse no forno 1 k de cabeça do crustáceo,
no caso aqui de camarão. Deixe tostar bem.

Ingredientes da Base:
- 1 cenoura com casca picada grosseiramente
- 1 cebola média picada grosseiramente
- 1/2 cabeça de alho
- 1 talo  de aipo (salsão) picado
- 1 folha de louro
- 1 galho de tomilho ou alecrim
- 1 colher (sopa) de extrato de tomate.

Leve uma panela ao fogo médio e espere ela fumegar.
Coloque um fio de azeite e todos os ingredientes, menos
o extrato de tomate. Deixe os legumes dourarem.
Agora coloque o extrato e vai mexendo,
até ficar meio seco. 
Adicione as cabeças dos crustáceos assadas.
Coloque 4 litros de água e ferva em fogo alo até
reduzir pela metade. Após isso, bata tudo no liquidificador
e peneire bem (de preferência com o utensílio 'chinois').
Reserve este líquido.

Esta foto aqui abaixo é o molho separado da massa.
A carne foi servida para quem não come camarão.

BISQUE

- azeite o suficiente
- 1 cenoura média picada (sem casca)
- 1 cebola média picada
- 1 colher (sopa) de manteiga
- 1 galho de tomilho ou alecrim
- 1 talo de aipo
- 2 dentes de alho picados
- talos de raizes do coentro
- 1 xícara de conhaque
- 1 litro de creme de leite fresco
- 1 colher (sopa) de tabasco
- O camarão que você descascou (3 k) salteados no azeite.
- 2 colheres (sopa) de 'Roux' * para engrossar

Com a panela no fogo coloque o azeite e a manteiga e refogue a cenoura, 
a cebola, o aipo, o louro, as raízes e a erva escolhida.
Coloque o conhaque e flambe (você pode colocar em uma
concha e colocar fogo ali, se tens dificuldades em fazer isso
direto na panela. Após isso misture este caldo ao 'Roux'.
Acrescente o creme de leite.
Põe o tabasco e tempere com sal.
Acrescente os camarões e sirva.


* Roux é uma massa para engrossar molhos. É feito
com manteiga e farinha de trigo em proporções iguais.
Neste caso faça com 100 g de cada. Primeiro derreta a manteiga
na panela e só então adicione a farinha misturando bem.
Deixe um pouquinho no fogo, sempre mexendo.




terça-feira, 26 de agosto de 2014

Qual Coxinha: de Marreco ou de Galinha?

Já faz alguns dias que fiz essas Coxinhas,
mas só de postá-las hoje quase babei de saudades...rsrs...
A receita é do Chef Carlos Bertolazzi - que delícia de massa!
Como eu tinha umas sobras de Marreco assado, foi com ele
que recheei - não é moda não, é que tava sobrando mesmo, rsrs..
Aff, dá uma olhada na foto embaixo...
Como o Marreco não foi suficiente, fiz também com Galinha...
Olha só isso, gente!
A massa parecia até aquela da 'Coxinha Cremosa"...

Massa de Cozinha do Chef Carlos Bertolazzi
(levemente adaptada por euzinha!)

1 1/4 xíc. de caldo de pato (aqui usei de galinha)
2/3 xíc. de leite
1 batata grande
1/2 xíc. de queijo maasdam ralado (aqui usei gruyère)
3 1/2 xíc. de farinha de trigo
1 colher (sopa) de manteiga

Cozinhar a batata e espremer.
Em uma panela, aquecer o leite com o caldo e a manteiga.
Acrescentar a batata e o queijo quando a manteiga
já tiver derretido. 
Colocar a farinha de uma vez e mexer em fogo baixo para a massa
cozinhar. Deixar a massa esfriar, rechear e moldar
as coxinhas.
Passe as mesmas na farinha de trigo.
Depois em uma clara batida levemente com algumas
gotas de leite (dica para a fritura sair sequinha!).
Só então passe na farinha de rosca e frite-as.
Uh-lá-lá!!!


sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Mesa de Aperitivos ou Salada?

Fiz um almoço outro dia aqui em casa para o meu aniversário e pensei:
"- Tenho que ter aperitivos... Salada... Oras bolas,
porque não colocar os 2 de uma vez na mesa?"


Queijos, frios, frutas, legumes...


Molhos, azeite, sal e etc...



Pimenta...


E ervas frescas enfeitando e cheirando...


Deu super certo!
Depois foi só servir o prato principal!
Ah, e a sobremesa, que era o bolo!

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Creme Paris no bolo Floresta Negra!

Esse foi o bolo que fiz em meu aniversário:
Bolo Floresta Negra!
Só que o bolo mesmo leva por cima e no recheio só o chantily
com as cerejas e as raspas de chocolate finalizando.
Foi então que para cortar esse monte de chantily,
coloquei esta cobertura maravilhosa,
que agora fará parte de minhas receitas.
Quem me deu foi uma amiga de meu curso de corte e costura,
e ela o chamou de Creme Paris.
Não o conhecia e fui na internet pesquisar.
Lá descobri que há milhares de receitas, rsrs..
Mas a de minha amiga Sami é muuuuito fácil de fazer!

Creme Paris de Sami:

- 1 lata de creme de leite (tem que ser em lata, para ter soro)
- 50 g de açúcar
- 50 g de chocolate em pó (não vale achocolatado)
- e... só!

Leve tudo ao fogo em uma panela em fogo baixo,
mexendo sem parar por uns 5 minutos,
até virar um mingau.

Agora cubra o bolo!!!

Esse aqui embaixo tem a velinha que achei:
é a minha cara, rsrs..!


E esse outro aqui embaixo é o que fiz para uma amiga que viu
a foto do meu bolo no facebook e queria por que queria
que eu fizesse para o seu aniversário!
Parabéns, Anelise!

E o Bolo Floresta Negra em si é muito fácil (e muito saboroso!).
Faça um bolo de chocolate, pique algumas cerejas,
bata creme de leite fresco com um pouquinho de açúcar
para virar um chantily, e pegue raspas de chocolate.
Recheie o bolo com o chantily e as cerejas e cubra o mesmo 
também com isso e as raspas de chocolate para enfeitar!
Ah, eu sugiro você colocar o Creme Paris como eu fiz:
delícia!!!

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Tempo frio pede Cozido!

Tai um prato que não fazia há anos!
E não sei porque fiquei com uma vontade... que não resisti, rsrs!

Usei de carne: lombo de vaca, costela desossada,
carne seca, costelinha de porco defumada, paio e linguiça calabresa. 
Um pouco de cada uma pois éramos poucos para comer.

Com os legumes fiz também um pouco de cada,
tipo: 1 cenoura, 1 batata doce, 1 milho, 1/2 chuchu,
2 batatas inglesas, 1/2 raiz de aipim, 1 pedacinho de
abóbora, 1 inhame, 1 pedacinho de repolho.
Não, eu não coloquei banana, pois não gosto!


Comecei dessalgando a carne seca de véspera.
No dia dourei em óleo e azeite as carnes. Acrescentei alho,
cebola e tomate picados. Um pouco de molho de tomate.
2 folhas de louro. Água fervente.
Levei à pressão por 20 minutos.
Só então fui acrescentando os legumes em pedaços
mais ou menos grandes: milho, cenoura...
À medida que ia cozinhando, retirava e acrescentava
outros, sempre aos poucos, sem pressa...


Quando pronto, com temperos corrigidos (sal e pimenta),
fiz um pirão com um pouco do caldo.
O que sobrou pensei em fazer uma sopa,
mas não tive coragem de tão bom que tava!!!

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Limão em versão doce: Bolo!

Um Bolo de Limão macio e saboroso...


Bolo úmido de Limão

Ingredientes:
- 175 g de manteiga sem sal
- 175 g de açúcar
- 3 ovos batidos ligeiramente
- 225 g de farinha de trigo
- 1 colher (sopa) rasa de fermento em pó
- 2 colheres (sopa) de leite
- raspas finas de 1 limão
- 3 colheres (sopa) de suco de limão

Para decorar e umedecer:
- suco de 1 limão
- açúcar confeiteiro até o ponto
(de 1 a 2 xícaras).


Modo de fazer:
Preaqueça o forno. Unte uma forma com manteiga
e polvilhe farinha. Bata a manteiga e o açúcar até obter uma massa
leve e cremosa. Junte os ovos, um a um, acrescentando uma colher de 
farinha se notar que a mistura está talhando. Peneire o restante
da farinha e misture bem. Acrescente o leite, as raspas da casca
e o suco. Despeje a massa na forma e asse por 1 hora,
ou até espetando o palito este saia seco.
Forno médio.

Para a calda é só ir misturando o suco do limão com
o açúcar de confeiteiro até dar o ponto desejado.
Umedeça o bolo ainda quente com a calda, fazendo
antes alguns furinhos para que a mesma penetre bem.


Prove!


segunda-feira, 30 de junho de 2014

Scones...

Scone: pequeno pãozinho originário da Escócia.
Dizem que recebeu este nome para lembrar a Stone of Destiny
(Pedra do Destino) ou Scone, como era chamado o local onde eram
coroados os reis escoceses.
Fazia tempo que não os fazia, pois tinha a receita que ganhei de uma 
pessoa que era descendente dos ingleses.
Outro dia vi no programa do Daniel Bork (Band - Dia Dia),
e ele servia em cima de uma carne com molho de vinho tinto.
Deve ficar muito bom assim e fazer sucesso!
Mas só o fiz para comer com café, chá, suco,
como já o havia experimentado antes.
Também decidi usar a receita dele, apesar de ser muito idêntica a que tinha,
mas é que a dele dava os ingredientes exatos e o creme de leite era fresco. 
Para dar sabor ao mesmo, utilizei este tempero que ganhei
outro dia de um amigo que foi à Grécia...
Se isso é bom para cordeiro, porque não para os scones?
Você tem de fazer a massa e enrolá-la no filme plastico para
levá-la à geladeira por no mínimo 30 minutos.
Depois é só cortar em discos grossos, forrar uma forma
com papel manteiga e levar ao forno.

Scones

Coloque em uma vasilha nesta ordem:
250 g de farinha de trigo,
1/2 colher (café) de fermento em pó químico,
1/2 colher (café) de sal,
60 g de manteiga sem sal em cubos,
1 colher (sopa) de ervas frescas picadas*

Misture bem com as mãos, acrescentando 115 ml de creme de
leite fresco aos poucos, para que dê o ponto da massa (de enrolar).
Depois de cortados em disco e distribuídos na forma forrada com papel manteiga,
pincele 1 ovo batido por cima.
Forno pré-aquecido.
Tempo: 25 minutos ou até que inchem e fiquem dourados.
Tire do forno e sirva.

* as ervas não precisam ser frescas, e você pode colocar qual desejar
(seca ou fresca),
como orégano, pimenta calabresa, alecrim, tomilho, etc, etc, etc.



Garanto: são divinos!

terça-feira, 10 de junho de 2014

Vaca Atolada, pulou na panela...

...quem comeu tudo arregalou-se!
Esse é um prato típico de nosso país que o chamo de 'comfort food'!
Ainda mais agora, nesses tempos de frio!

Limpei a gordura toda de 800g de costela de boi e temperei
com sal e pimenta. Levei à uma panela de pressão e dourei
bem os pedaços em óleo de canola. Coloquei 4 dentes de alho
e 1 cebola média picados. Um pouco de tomate pelado picado.
 Por fim acrescentei água fervente o suficiente para cobrir tudo.
Tampei a panela e deixei na pressão por 40 minutos.
Após isso, depois de tirar toda a pressão, é claro, abri a mesma
e botei pedaços de aipim (500g) que costumo comprar, descascar e
cortar em pedaços para guardá-los no freezer. Quando os quero,
mergulho-os direto em água fervente para cozinhar.
Mais 10 minutos de pressão são o suficiente para tudo se desmanchar...
Sirva com arroz, farofa e muita salada!

Depois diga se você não se arregalou também, rsrs..!



domingo, 1 de junho de 2014

Pudim "Todo Meu"!

Calma! Eu não comi ele todo!
É que esse pudim tem uma história aqui em casa!
Quando meu sobrinho Raul era moleque (adolescente), a mãe negra dele,
Nilza, vivia fazendo suas vontades! 
Como ele gostava muuuito de pudim, toda vez que ela fazia essa
sobremesa fazia logo 2: um pra casa e outro só pra ele!
Então a gente chegava lá pra passar o fim de semana, e ele logo ia dizendo:
'esse pudim é TODO MEU!'
Até hoje quando tem pudim na família, todos dizem isso:
pudim todo meu! kkkkkk...

Pudim "Todo meu ":

Coloque 1 xícara de açúcar para caramelizar direto na forma.
Tome cuidado para não queimar, não descuide!
Bata no liquidificador 4 ovos, 2 latas de leite condensado
e 1 medida de leite (use a lata).
Põe na forma caramelizada e leve ao fogo nessas panelas próprias
para pudim, em banho-maria, por 50 minutos.
Se você não tiver ela, use a forma comum levando ao forno,
também em banho maria, por 1 hora.
Depois diga se você não gostaria também que ele fosse
TODO SEU!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...