sábado, 5 de fevereiro de 2011

Pomerode, Pão e a festa que não fui...

Ainda tenho muitas histórias sobre a minha viagem (pasmem!) de 14 dias à Santa Catarina!
Pomerode é uma delas.
Uma cidadezinha tipicamente alemã, encantadora, apesar de passar apenas algumas horinhas por lá!

Suas construções, claro, são todas em estilo alemão.
Veja essa janela pintada...

Fomos lá com a intenção de comermos marreco recheado, e por ser numa segunda feira, os restaurantes da cidade estavam fechados.
Mas havia uma festa na cidade, então fomos até esse pavilhão, atrás do marreco, pois nos informaram que lá tinha...

Mas chegamos lá faltando 10 minutos para as 2 da tarde, e o almoço já tinha sido encerrado...

Só havia aberto barracas com sanduiches, salsichas... mas queríamos marreco!

Olha que graça: as placas indicavam em português e em alemão...

Era tudo muito bonito, cheio de flores e enfeites! 

Havia um lugar só de artesanato pomerano... mas não pude ir, pois todos já estavam irritados com fome, e queríamos o tal do marreco!

Saímos da festa pomerana e fomos atrás do prato, e não é que achamos o único restaurante aberto da cidade, e que serviria para nós o marreco!!!

Mais um lugar típico alemão, muito bonito, veja a porta da pousada deles!

Você não gostaria de ter uma porta assim?
Linda!

Dentro do restaurante, pura história...e não é que assisti ao reprise de um programa 'Diário do Olivier', no canal Viva, e ele foi nesse restaurante também!

Só que o Olivier Anquier não foi atrás do marreco...

E sim do chucrute - ele queria mostrar como se faz. 

Então ele aproveitou e comeu um Eisbein... mas o nosso marreco!!! Tava muito, mas muito bom mesmo!
Repare nessa bolinho no meu prato, que eles chamavam de nhoque de batata doce, que tava divino, mas que minha irmã me disse que aquilo era o 'klöuse' deles - o nosso leva arroz (já dei a receita aqui). Vou tentar conseguir a receita e fazê-lo.

Objetos do restaurante...

Ovos pintados à mão...

Louças...

Pura história mesmo!

E essa é uma farinha que trouxe de lá: é só acrescentar água e fermento...

Uma delícia, mas infelizmente não possuo a receita! Será que na sua cidade você encontra farinha assim, pronta para fazer pão?
Aqui na minha com certeza nunca vi!

E aqui comendo o pão com outro produto tipicamente de lá: schimia (linguiça tipo patê)..


3 comentários:

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

OI MINHA QUERIDA AMIGA VIM DIZER QUE FIQUEI MAIS FELIZ QUANDO VI VC LÁ NO MEU BLOG NESSE MOMENTO TRISTE!
OBRIGADO!

Professora Carla Fernanda disse...

Boa noite!! Conta comigo.
Que cidazezinha mais linda esta Pomerode. Coitadinho do marreco e que farinha mais que especial amiga.
Beijos,
Carla Fernanda

Professora Carla Fernanda disse...

Que linguiça maravilhosa hein? ...UAU ....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...